As relações trabalhistas entre o Teatro São João e os seus artistas, no período de 1812 a 1821. Sampaio, M. d. S. In 2° Encontro Nacional da ABET, Salvador, BA, 2004.
As relações trabalhistas entre o Teatro São João e os seus artistas, no período de 1812 a 1821 [pdf]Paper  abstract   bibtex   
O Teatro São João da cidade de Salvador, BA, funcionou entre 1812 e 1922. Ele foi o palco principal da representação dos valores culturais, estéticos e políticos da elite baiana, e também foi testemunha das mudanças que ocorreram nesta sociedade em um período decisivo para a consolidação do Brasil enquanto nação independente. Nele circularam, além dos artistas, todos os estratos da sociedade baiana. O presente trabalho propõe uma abordagem da relação profissional existente entre os artistas – atores e músicos – e o Teatro São João, enquanto empregador, durante o período colonial. O trabalho se baseia na análise de documentos de conteúdo administrativo e contábil referentes ao teatro, no período de 1806 a 1821, encontrados no Arquivo Público do Estado da Bahia. Para esta análise, faz-se uso da Sociologia. Adotando o conceito de figuração, desenvolvido por Norbert Elias, todas as pessoas envolvidas com o teatro passam a constituir uma formação social em que os indivíduos estão ligados entre si por meio de depend\^encias recíprocas, tendo, neste caso, o teatro como centro. Tal abordagem faz-se necessária para uma melhor compreensão da Música e dos músicos durante este período da vida cultural brasileira.

Downloads: 0